2016 - I'm baaaaack! Ano Novo, Vida Nova :)

O começo de um novo ano é inseparável do estabelecimento de novas metas/objetivos e o desejo de ter um corpo "bonito" acaba por preencher algumas das 12 passas da meia-noite de 1 de janeiro.
No entanto, como todos sabemos, não basta desejar - afinal, santos da casa não fazem milagres... -, há que AGIR! Mais uma vez, não estou a dar novidades a ninguém.
Centremo-nos então nas formas de agir...

«A partir de hoje estou de dieta!»

Muito bem, até porque as festividades trazem muitas calorias pouco saudáveis à mistura. Mas que tipo de dieta? 

«A da Adriana Lima ou da Sara Sampaio? A da Jessica Alba talvez seja melhor...»

Princípio completamente errado. Cada corpo é um corpo. A dieta tem que se adequar às necessidades de cada indivíduo e elas dependem diretamente de fatores como os objetivos (em termos de mudanças no corpo), o estilo de vida (muito/pouco ativo, com/sem exercício físico, tipo de trabalho, horas de descanso...) e, logicamente, com os gostos de cada um (não devemos comer algo só porque até sabemos que faz bem -  comer deve ser um prazer, caso contrário, associamos o prazer de uma refeição apenas a alimentos pouco saudáveis, que é algo totalmente falacioso).

«Não vou comer hidratos nem fritos nos próximos tempos.»

Quanto aos fritos, apoio cegamente! No que toca aos hidratos, há que ter em atenção que eles constituem a principal fonte de energia do organismo e que todos precisamos deles, especialmente antes de treinar ou de trabalhar, pois eles são essenciais não só para o bom funcionamento dos músculos mas também do cérebro! Reduzir a quantidade de hidratos ingeridos com o decorrer do dia será bem mais sensato! E lembrem-se: pequeno-almoço sem hidratos é apenas um snack! E sem um bom pequeno almoço, ninguém se torna fit ;)

«Vou-me rebentar no ginásio para compensar o que comi e o que não treinei ultimamente!»

Ir para o ginásio é um ótimo princípio. No entanto, a ideia de que não precisamos de olhar a meios para atingir os fins não me agrada em nenhum aspeto da vida! O organismo precisa de se adaptar às mudanças e, logicamente, se a mudança for demasiado brusca, o organismo entra em choque e corremos o risco de contrair lesões ou entrar em falência física.
Tudo a seu tempo! O exercício não tem que ser feito no limiar máximo das nossas capacidades para surtir efeitos vantajosos. Nunca devemos descuidar do respeito que devemos ter pelo nosso corpo e pelo seu ritmo: se queremos alterá-lo, há que fazê-lo consciente e calmamente, pois todas as mudanças surgem de pequenas agressões. Se agredirmos em demasia, ele vai querer parar e não é esse, DE TODO, o nosso objetivo.
O ideal, já sabem, é pedirem aconselhamento de um profissional do exercício físico.

«Vou começar a correr!»

Nada contra a corrida, mas, a meu ver, não é uma boa abordagem para iniciar ou recomeçar os treinos. A capacidade de manter a corrida depende diretamente da resistência aeróbia de um indivíduo, que é uma das capacidades motoras que, com um estilo de vida sedentário, se perde mais rapidamente. A necessidade de parar vai desmotivar-vos para o exercício. Caso consigam manter a corrida, há outros aspetos negativos a considerar: 1. o exercício aeróbio de intensidade moderada (o que a maioria dos corredores faz) vai estimular o corpo a criar reservas de energia, algo que no senso comum chamamos de gordura; 2. a maioria do cidadão comum tem uma técnica de corrida errada: para não me adiantar muito em termos de análise de movimento, vou só referir o deficiente apoio plantar, joelhos valgos, levantar os pés realizando apenas flexão dos joelhos e não elevação dos mesmo, hipercifose cervical, entre outros... Começar por correr sem saber bem o que se está a fazer é, portanto uma má opção. Para além disto, o exercício aeróbio só é verdadeiramente eficaz na perda de massa gorda se for feito a intensidade vigorosa, preferencialmente de forma intervalada.
Assim sendo, se ainda não são atletas, deixem a corrida para uma fase posterior!


O que importa realmente é fazer escolhas mais saudáveis e duas coisas muito simples de mudar são os níveis de atividade física e o tipo de alimentação que se faz.
Vão ao ginásio, contratem um PT ou façam exercício em casa! Invistam em vocês, na vossa saúde e no vosso bem-estar. O que importa é mexer, obrigar o corpo a ser ativo, ganhar força, suar uma vez por dia, obrigar o coração a aumentar os bpm's... E, para começar, isso pode ser tão simples como escolher as escadas em vez do elevador.
Comam mais vezes por dia, em quantidades menores, optem por produtos frescos, cozinhem em casa, aumentem a quantidade de frutas e vegetais, deixem de lado comidas processadas ou pré-feitas e refrigerantes, bebam mais água e chá, mais sumos de frutas naturais e vinho tinto QB ;) E, acima de tudo, sorriam e sejam felizes!

Por hoje é tudo!

Bom regresso à realidade depois das festas :D Espero que 2016 vos traga muitas concretizações pessoais e profissionais e que, entre elas, estejam uma maior satisfação com o vosso corpo e mente, resultante de bons treinos e hábitos de vida saudável!




Verão 2014 :D

Ontem dormi muito pouco e fui a Vila Real entregar o último trabalho do semestre. Hoje foi o meu primeiro dia oficial de férias - acabaram-se FINALMENTE os trabalhos, as frequências e, como tem sido habitual na minha vida de estudante Universitária, tenho tudo feito sem ter que ir a nenhum exame! 

(ahahah)

Enfim, passando ao que interessa, a verdade é que fazer as cadeiras todas à primeira e com boas notas implica que o tempo que sobra para cuidar de mim é muito pouco e acabo por dispendê-lo a conviver com os amigos e a dormir.
Resumindo, nos últimos dois meses estive completamente parada, nada de exercício físico e nada de cuidados com a alimentação, visto que o tempo para cozinhar não era muito e o dinheiro para ir comer fora também não, o que me fez optar muitas vezes por coisas mais rápidas e menos saudáveis, naturalmente.

O resultado é que estou a precisar urgentemente de mudar de hábitos para me voltar a sentir bem com o meu corpo. A primeira coisa a fazer é começar a comer melhor, algo que já aconteceu naturalmente, visto que já regressei à casa da mamã. Aqui, as refeições principais são sempre saudáveis e os pecados resumem-se às maravilhosas iguarias das refeições secundárias, como os lanches, os petiscos fora de horas e afins. No entanto, estas são bem mais fáceis de controlar e melhorar, com pequenos truques que nos permitem comer o que nos apetece mas comer menos das coisas que fazem mal.

Enfim, resta então falar do regresso ao exercício físico! O meu corpo já me anda a implorar para voltar à acção, têm-me doído os músculos por não fazer nada :o até tenho vergonha porque sou uma mulher do desporto e ele nunca devia desaparecer assim da minha vida, mas a verdade é que, por vezes, outras coisas se insurgem, especialmente quando o futuro depende delas.

Hoje vou voltar a treinar, com alguma calma, como mandam as regras para ver se amanhã consigo mexer-me apesar das dores :p

Ainda não decidi que tipo de treino vou fazer e embora a minha vontade seja entrar já no HIIT, não vou fazê-lo porque é provável que não aguentasse o ritmo e que amanhã me custasse muito até a respirar :O ahah
Provavelmente vou-me ficar por alguns exercícios mais localizados, como abdominais, alguns agachamentos e outros exercícios para pernas e glúteos, seguidos de uma boa sessão de bicicleta, para entrar bem no ritmo.

Nunca devemos parar completamente de fazer exercício porque recomeçar custa muito mais do que continuar quando parece que não há tempo nem vontade. No entanto, se for mesmo impossível continuar, o que importa é não desistir e aproveitar o mais rapidamente possível para recomeçar os treinos.


It´s Summer! Just make it happen, Girls ^^

Sofia Ro :)

Comidinha Saudável

Olá Meninas :D

Eu sei que tenho andado, novamente, mais ausente do que devia no blogue.
Tenho tido muito muito trabalho no Mestrado e passo o resto do tempo a treinar e a aproveitar o bom tempo com os amigos, para desanuviar a tensão :)

Mas ontem, à hora do almoço, lembrei-me das leitoras e resolvi fotografar a minha alimentação, que foi, modéstia à parte, exemplar ;D

Não tinha muito tempo para cozinhar nem para descongelar carne (BRANCA), então, decidi cozer uma mistura de legumes, um ovo e juntar atum - tudo misturadinho, com um bocadinho de azeite e vinagre e ficou MARAVILHOSO!

É muito rápido e muito fácil de fazer, para além de ser muito barato e, mais importante de tudo, MUUUUITO SAUDÁVEL e NUTRITIVO!


Para terminar em beleza, cortei morangos muito docinhos e suculentos aos cubos e comi-os com muito prazer (ahahah) como sobremesa!


E foi este o meu almoço! Fiquei muito satisfeita e nutrida para estar nas aulas muito concentrada e, após um breve lanche, fazer um treino físico excelente!

Cozinhar é sempre melhor do que ir comer a algum sítio fora; é uma forma de termos a certeza do que estamos a comer e do que é utilizado para a execução da refeição. Este é um dos truques para se conseguir comer de forma saudável, para além de se gastar muito menos dinheiro!

Em posts futuros, vou colocar aqui mais receitas saudáveis.

Espero que se inspirem e que experimentem esta refeição!

Beijinhos e Abraços,

Sofia Ro :)

4ª Semana de Treino

Pois é, está quase no fim a minha 4ª semana de treino :)

Estou muito contente com a minha progressão até ao momento! Já aumentei o peso em todas as máquinas que faço nos treinos no ginásio e dentro de mais uma semanita tenciono aumentar a carga novamente.

Tenho tentado sempre privilegiar a passadeira no que toca ao trabalho aeróbio que tenho feito, não só porque é a máquina de cardio que proporciona maior dispêndio energético, mas também porque é a que me dá mais prazer e me consegue levar mais ao limite.

No entanto, devido à grande quantidade de pessoas a frequentar o bastante acessível ginásio do CIFOP, pertencente à UTAD, ontem vi-me obrigada a fazer elíptica para recuperação muscular no final do treino. Não há nada de errado com isso, não fossem as minhas meias serem demasiado finas e a minha pele dos pés estar demasiado fina e sensível também.

Qual foi o resultado disto? Em termos de treino, tudo tranquilo. A elíptica também é uma excelente máquina de cardio, com a vantagem de solicitar um pouquinho, através da carga, o sistema energético anaeróbio.

O problema foi mesmo ter ficado com uma bolha na planta do pé, que só hoje me provocou dor a sério. A dor não me impediu de ir treinar, mas sabe Deus as caras que devo ter feito em alguns momentos em que tinha que fazer mais força com os pés ou movimentos de alto impacto - como corrida na passadeira :p

Quando cheguei a casa e me preparei para o banho, vi que a bolha tinha rebentado e que, durante o treino de hoje, estive a contribuir ainda mais para a pele debaixo da bolha queimar. Resultado? Uma zona em forma de bolinha, na parte da planta do pé esquerdo logo a seguir aos dedos, em carne viva! :o
Eu não sou nada picuinhas, mas quando entrei na banheira com água quente ainda mandei uns quantos "ais" até o pé se habituar.

Bem, de qualquer forma, já pus betadine e uma ligadura a proteger aquela zona do pé e estou pronta para o treino de manhã :D - digo eu! -

Na sexta-feira ou no sábado, SEM FALTA, vou à farmácia tirar um ticket com o meu peso e massa gorda actuais, para fazer a comparação com o ticket que tirei antes de voltar aos treinos, após dois meses de sedentarismo e muito enfardamento de coisas boas e que fazem muito mal xD

Quero muito fazer um post comparativo do antes e do depois das primeiras 4 semanas de treino! Penso que isso pode ajudar-vos a motivarem-se mais para começarem a treinar ou a mudarem de atitude nos treinos e levarem os vossos corpos a limites que ainda desconhecem, para alcançarem resultados excelentes! :D


O próximo post está para breve! Visitem-me :D

Sofia Ro :)

20-02-2014 Treino Especial

Olá Olá :D

Hoje foi dia de jogo do meu Benfica e o horário não me permitia conciliar ver o jogo e ir ao ginásio :s Como tal, a solução óbvia era ver o jogo tranquilinha e depois fazer um treino bem intenso em casa (sim, porque ir ao ginásio enquanto o Benfica jogava estava fora de questão :p).

Isto fez-me pensar: ora aqui está uma boa altura para actualizar o blogue!

Está quase a acabar a minha terceira semana de treinos e os resultados estão muito à vista (tenho que ver se começo a tirar umas fotos para verem e terem fundamentos para acreditarem em mim :p). Ando muito satisfeita com as melhorias que verifico na minha condição física e capacidade de treino e, naturalmente, ainda mais satisfeita com o espelho!

Geralmente, no processo de treino, são aconselhadas 4 semanas para treinar de forma geral para adaptação do corpo ao treino e obtenção de ganhos na condição física geral. No entanto, como já me sinto muito em forma, vou avançar na próxima semana para treino mais específico. Mas isso fica para um dos próximos posts :)

Hoje vou fazer novamente HIIT para potenciar a perda de massa gorda e ganhos de força nos principais grupos musculares. Mas como tenho uma fitball emprestada, vou fazer algo ligeiramente diferente do que fiz na última vez e que publiquei aqui no blogue.

O que quero fazer é um conjunto de exercícios que recrutem os grandes grupos musculares de forma generalizada e simultânea: músculos posturais (abdominais e costas), músculos das pernas e músculos dos braços.
Assim, vou reduzir o número de exercícios da minha série de HIIT e escolher os que mais vão exigir da minha condição aeróbia e anaeróbia e dos grandes grupos musculares. 

O formato de treino será o mesmo:

1. Aquecimento com saltos - 10 minutos (com ou sem corda, é indiferente);

2. Séries de HIIT (tantas quantas conseguir fazer em 30 minutos);

3. Alongamentos e ciclos respiratórias para potenciar uma boa recuperação muscular.

Depois disto, vou acrescentar ao treino algum trabalho específico de abdominais e glúteos, recorrendo à fitball, e volto a alongar!

Vamos, então, ao que interessa. A minha série de HIIT hoje vai ser:

10 Burpees
(não descarto estes por nada :p)

10 agachamentos com salto joelhos ao peito
(estes vão matar-me, mas é isso que se quer)

10 flexões de braços
(elevar uma mão ao peito entre as flexões, alternadamente)

10 Lunges com salto
(com os braços estendidos para cima, para dificultar a tarefa)

Quantas séries destas conseguirei fazer em 30 minutos?

No próximo post digo-vos :p

Depois disto, vou fazer alguns abdominais na fitball e alguns exercícios básicos de glúteos, mas sem exagerar porque a série de HIIT já puxa bastante por esses músculos e vou estar, com certeza, toda rota depois daquela meia horinha à Benfica!

LET'S DO THIS, GIRLS! :D



Espero que gostem!

Sofia Ro :)

HIIT - Treino Intervalado de Alta Intensidade

Caras leitoras :)

Tal como referi ontem, o post de hoje vai ser dedicado a um tipo de treino que tem ganho cada vez mais adeptos com o objectivo principal de perder gordura corporal - o HIIT (High Intensity Interval Training / Treino Intervalado de Alta Intensidade).

O HIIT é uma forma de treinar que consiste em realizar exercícios a uma intensidade próxima da intensidade máxima que os indivíduos conseguem aguentar durante determinados períodos de tempo, seguidos de um período de tempo (que deve ser metade do tempo utilizado no exercício de alta intensidade) de repouso activo.

A duração de um treino de HIIT deve ser, no máximo, de 30 minutos. É de crucial importância a execução de um bom aquecimento antes da sessão e de um conjunto de exercícios e alongamentos de recuperação muscular após o treino.

Muito basicamente, o HIIT é uma forma de maximizar a qualidade de um treino, especialmente quando o tempo disponível não é muito. Meia hora basta para trabalhar de forma excelente toda a musculatura do corpo.

Para simplificar, vou dar um exemplo:

Imaginando que a sessão de HIIT é de corrida, na passadeira.
Durante um período máximo de 30 minutos, devem ser realizados períodos de 1 minuto de corrida a 12/13 km/h , seguido de 30 segundos de corrida a 9/10 km/h ou de caminhada a 6/7 km/h (estes valores são um mero exemplo e devem ser adaptados tendo em conta a condição física do executante).

Os benefícios do HIIT são muitos:

Benefícios Aeróbios
Em variadíssimos estudos publicados pela comunidade científica, o HIIT, independentemente dos protocolos utilizados, revelou trazer aos atletas melhorias na sua condição aeróbia, medida através do VO2máx.
Resumidamente, o HIIT melhora a capacidade de resistência através da melhoria da utilização do oxigénio pelo corpo.

Benefícios Anaeróbios
Em exercícios de alta intensidade durante curtos períodos de tempo (até um minuto) requerem a utilização do sistema de energia anaeróbio. Podia começar aqui a debitar informação acerca do sistema ATP-CP, do ácido láctico e afins, mas o que interessa para aqui é que o HIIT é uma excelente forma de aumentar a força muscular e, se os períodos de repouso activo forem os adequados (suficientes para o músculo recuperar do esforço realizado), pode alcançar-se hipertrofia muscular recorrendo a este método de treino!

No meu caso em particular: no ano passado, andei no ginásio até ao mês de Maio e durante o Verão, os únicos exercícios que fiz foram treinos essencialmente de HIIT (3/4 vezes por semana) e corrida ou bicicleta. Quando voltei ao ginásio, em Outubro, não tinha perdido força muscular, o que significa que os treinos de HIIT foram suficientes para substituir o levantamento de pesos que fazia no ginásio, o que me permitiu manter os níveis de força que tinha.

Benefícios Metabólicos
O "senso comum", tantas vezes errado no que toca a questões científicas, refere que o melhor método para reduzir a gordura corporal é o treino contínuo de intensidade moderada, durante longos períodos de tempo; porquê longos? Porque alguns estudos estipularam que apenas a partir dos 30 minutos de exercício é que os ácidos gordos começam a ser utilizados como fonte de energia. Sem querer desvalorizar este método, o HIIT já provou conseguir provocar maiores perdas de massa gorda, em treinos de apenas 30 minutos! 

Agora pensem: eu, que faço HIIT, em 30 minutos acabo o treino e queimei imensas gorduras; quem faz treino contínuo de intensidade moderada, no momento em que eu acabo o meu treino, está a apenas a começar a queimar gordura ;P

O facto de o HIIT contribuir mais eficientemente para a perda de massa gorda pensa-se estar relacionado com o aumento da actividade metabólica nos períodos de repouso, inclusivamente após o treino. Para além disto, o HIIT diminui a resistência à insulina e provoca adaptações ao nível do músculo esquelético que resultam numa maior oxidação de gordura.

Outros benefícios...
Vários estudos apontaram o HIIT como uma forma eficiente de prevenir doenças cardiovasculares e diabetes do tipo II.

Há vários protocolos de treino baseados nos princípios do HIIT (sendo um deles o tão conhecido Método de Tabata). Esses protocolos variam entre si nos períodos de tempo de exercício a alta intensidade e nos períodos de tempo de repouso activo.
No entanto, e tendo em conta que a intensão aqui no blogue é simplificar as coisas e ajudar as leitoras a fazerem exercícios de qualidade em casa, não vou falar em nenhum dos métodos existentes, mas sim de um que eu utilizo regularmente, que é de muito fácil compreensão e execução sem ajudas ou materiais desportivos.



HIIT à Sofia Ro

Eu gosto muito de utilizar o HIIT para fazer exercícios de força muscular.
Ora, se o que importa no HIIT é fazer exercícios a uma intensidade muito alta seguidos de períodos de recuperação activa, faz todo o sentido planear exercícios cujo número de repetições não nos obrigue a ficar mais do que um minuto a fazê-los (para respeitar os princípios do HIIT), seguidos de períodos de saltos de boxer (tipo saltar à corda, sem corda) ou skipping baixo no lugar para recuperar e passar ao próximo exercício.
Tendo em conta que o tempo de treino de HIIT não deve exceder os 30 minutos, uma excelente forma de controlar isto tudo e adaptar os exercícios e os tempos à condição física de cada um é colocar o cronómetro nos 30 minutos em contagem decrescente e desenhar uma série de exercícios que contenha exercícios diferentes que trabalhem todos os músculos do corpo.
Assim, cada pessoa faz ao ritmo que aguentar, repousa de forma activa até se sentir minimamente recuperada e completa a série de acordo com a sua condição física.

1º PASSO
Escolher os exercícios a realizar (vários tipos de abdominais, agachamentos, burpees, lunges, flexões de braços, etc) e adequar o número de repetições de cada um deles à capacidade que cada um tem de os executar.

Nota: os exercícios devem estar intercalados de acordo com os músculos que mais solicitam. Por exemplo, não vamos realizar agachamentos simples e logo a seguir agachamentos com salto ou lunges; entre estes devem estar abdominais ou flexões de braços. No caso dos abdominais, que são músculos que podem ser trabalhados em fadiga sem que ocorram perdas de força muscular, podem ser realizados dois exercícios seguidos.

2º PASSO
Estando construída a série, colocar o cronómetro em contagem decrescente começando nos 30 minutos e ter à mão uma garrafa de água (vão precisar dela :p).

3º PASSO
Iniciar a série, realizando todos os exercícios o mais rapidamente possível TENDO SEMPRE EM ATENÇÃO A TÉCNICA CORRECTA DE EXECUÇÃO para evitar lesões e repousando com saltinhos ou skipping no lugar ou caminhada durante um período máximo de 30 segundos. Se se sentirem capazes de passar ai próximo exercício em menos de 30 segundos, FORÇA NISSO!

O objectivo máximo desta forma de HIIT é repetir as séries o maior número possível de vezes em 30 minutos.

A série que desenhei para treinar ontem foi:

10 BURPEES

50 AGACHAMENTOS SIMPLES

30 ABS 4 TEMPOS

30 ABS BRAÇOS CRUZADOS

10 FLEXÕES BRAÇOS

20 AGACHAMENTOS COM SALTO

30 ABS ALTERNADOS

30 ABS PERNAS LEVANTADAS + TOCAR CALCANHARES

10 LUNGES COM SALTO

20 CROSS MOUNTAIN CLIMBERS

10 PRANCHA LEVANTAR MÃO ATÉ AO PEITO (ALTERNADAMENTE)

Em 30 minutos, consegui fazer esta série 3 vezes (precisei de mais 4 minutos para terminar a terceira série, como já a tinha começado, terminei-a, mas, a partir dos 30 minutos, não fiz a intensidade máxima).

Vantagem Motivacional:

Para além da vantagem óbvia de poderem fazer este treino no quarto, com a máxima privacidade e sem precisarem de material nenhum, esta forma de fazer HIIT é muito positiva em termos motivacionais.

O motivo é muito simples:

Se hoje fiz 3 séries em 30 minutos (+ 4 minutos a intensidade moderada/alta), da próxima vez vou fazer as 3 séries sem precisar de minutos adicionais.
Daqui a um mês, fazendo isto 3 vezes por semana, vou conseguir fazer 4 séries em 30 minutos e por aí em diante!

Próximo objectivo: meter esta moça num bolso!



Então? De que estão à espera?
Toca a aderir e a suar muuuuito! Os resultados são visíveis em pouco tempo.

Espero que gostem do post e que iniciem os vossos treinos!

Sofia Ro :)

Muda por dentro para mudares por fora!

Ladies' Weekend!

A chegada do fim-de-semana tem sempre algo de maravilhoso associado. Não sei se é pela falta de rotinas, pela não existência de aulas ou horários a cumprir ou pela associação automática do termo "fim-de-semana" ao termo "descanso"... Talvez seja por todos estes motivos e mais alguns :p

O que é certo é que, simplesmente por ser fim-de-semana, muitas vezes a tendência é desleixarmo-nos um bocadinho. Pensamos: são só dois dias e depois já volto à rotina e já sou mais disciplinada outra vez. Então, ainda para mais com este frio e chuva a não darem tréguas, apetece ficar na caminha ou no sofá a ver filmes, séries, novelas, tudo e mais alguma coisa, e a encher o bandulho de bolachinhas ou outros snacks aparentemente inofensivos!

A verdade é que um cheatday, em termos de dieta, pode e deve existir. DOIS CHEATDAYS JÀ É CHEAT A MAIS! Esta semana, o meu cheatday vai ser no Domingo - amanhã -, logo, vou poder comer tudo o que me apetecer, apesar de em quantidades moderadas, ou seja, a jeito de exemplo, vou comer as minhas OREOS, mas não o pacote todo!

Como hoje tem que ser um dia auto-disciplinado, não vou deixar de fazer exercício só porque não há ginásio.

Estou em casa, em Vila Real, e está um frio de rachar lá fora. Por isso, daqui a pouco vou fazer um treininho não muito demorado aqui no quarto.

Hoje vai ser dia de HIIT - High Intensity Interval Training - com uma breve sessão de aquecimento, que será saltar à corda, e uma boa sessão de alongamentos no final, com ciclos respiratórios e algumas posições de yoga para recuperar muito bem do esforço realizado.


Nota: no post de amanhã vou falar mais especificamente do tipo de treino que vou fazer hoje. Há várias formas de fazer treino intervalado de alta intensidade (HIIT) e eu vou fazer e falar de uma das mais simples de compreender e realizar sem quaisquer equipamentos desportivos.


Treino Caseiro de 8 de Fevereiro:

10 minutos saltar à corda;
30 minutos exercícios de alta intensidade (HIIT);
5 minutos alongamentos e recuperação muscular.

Depois vem a minha parte favorita: o banho e o jantar! :D


É desta forma que vou concluir a minha primeira semana de treinos.

Para a semana vou a uma farmácia para ter mais noção das mudanças antropométricas que estão a ocorrer. Para comparar, tenho o talão da farmácia com o meu peso, a minha altura e a estimativa da minha massa gorda corporal do dia 24 de Janeiro, ou seja, de há duas semanas. Quando tiver os novos dados, partilho tudo!

Estou muito motivada com as mudanças que estou a ver em mim e com as que espero ver nos próximos tempos.
A vida corre bem, o que também ajuda. As aulas estão a ser interessantes e a vontade de trabalhar está sempre quando é precisa :D
Não tenho tido vontade de ceder ao sedentarismo nem à má alimentação.

A motivação para este tipo de atitude perante os nossos objectivos tem que vir de um monólogo em frente ao espelho, porque com esforço, auto-disciplina e amor próprio TUDO SE CONSEGUE!


This is how self-discipline looks like!

Sofia Ro ;)